sol.JPG (17680 bytes)Entardecer
Página Anterior Página Principal Página Acima Página Seguinte

 

 

 

Mergulho nos mais recônditos meandros do meu "Ser" e sinto profundamente que já atravessei desertos, já percorri bosques e selvas, já escalei montanhas abruptas, já viajei na suave, extensa e verdejante planície, já naveguei em mares irados, já trepei agrestes promontórios, mas acabo sempre por vivenciar na plenitude, criando por vezes no meu imaginário a Hora Mágica do Entardecer, vivido em infinitos tempos reais!

entardecer2.jpg (7220 bytes)

Observo algumas silhuetas humanas deambulantes, fantasmagóricas que me parecem figuras de lendas irreais, o imenso areal dourado energizado pelo Sol. Escuto a voz inconfundível do Mar. Observo o vôo das gaivotas e concentrada nos seus misteriosos vôos, sinto-me voar com elas na amplitude de horizontes sem limites nem limitações… Hora mágica do entardecer…

marsol.jpg (8294 bytes)

Um caminho multicor duma luminosidade resplandescente abre-se na imensa massa oceânica, e vai-se lentamente estreitando à medida que o Sol laranja-rubro vai tombando. Ao olhá-lo em toda a sua grandiosidade, em todo o esplendor da magnificiência inarrável da sublimidade da Natureza, do fascinante mistério dum pôr do Sol à beira-mar, sinto palpitar no mais íntimo do meu Ser Algo que me transcende, em subtis energias cósmicas que me envolvem, sentindo bater um coração em uníssono, mas real coração Cósmico do Universo!

Hora mágica do entardecer em que os humanos deambulantes, regressam nos seus horários rotineiros à sobrevivência e não conseguem transcender-se na transcendente magia dum pôr do Sol rubro à beira-mar, que emana na sua esplendorosa beleza, uma doce quietude, uma Paz profunda, e uma força energética que me faz pairar Lá nesses espaços infinitos onde não há guerras nem conflitos, nem muros nem fronteiras. A matéria que me envolve é um Nada … mas Eu Sou!

Uma suave brisa arrasta um agradável odor a maresia, e sente-se a agradável frescura da hora mágica do entardecer.

entardecer1.jpg (5648 bytes)

Na solidão do vasto areal olhando a grande bola laranja-rubra, que vai sendo suavemente engolida pelo mar ... lá no poente, vagabundeio em vôos no infinito espaço Cósmico, sentindo a plenitude duma libertação total. Só nesta dimensão poderemos afirmar: Eu Sou!

Gia Carneiro Chaves

 

mail.gif (4196 bytes)Envie a sua mensagem

Página Principal ] Página Acima ] A Vida no Real Sentido de Viver ] [ Entardecer ] Uma carta ] Feras ou Flores? ] Confio em ti ... ] Voar na rota do Sol ] Nova Rota ] Reflexões ] Uma Vida que encontrou o seu real caminho ] Saudade ]

Hospedado por:

potugal.gif (1453 bytes)