sol.JPG (17680 bytes)Voar na rota do Sol
Página Anterior Página Principal Página Acima Página Seguinte

 

 

 

Poderemos sem dúvida incluir este poema na continuidade de ideias de como cultivar em nós a Arte de Viver.

 

Voar na rota do Sol

 

Sinto o meu Sol rasgar seguro

Qualquer nevoeiro,

Afastar a mais ténue nuvem,

e fascinantemente, resplandescentemente,

Abrir sem dimensão

O seu brilho dourado

Que ilumina o meu firmamento

Num esplendor que se espalha

Para além … tão para além …

que não sei!...

Qual o Espaço Cósmico … que atinge!

 

As minhas longas e potentes asas

Revitalizam-se mais e mais

Com o esplendor do meu Sol aberto …

E virtualmente quente!

E sinto que neste "Agora"

Poderei Voar

Ainda mais alto

Sem limites de altitude

E Serei

E Estarei!

Em todos os Espaços e Tempos

Onde os meus vôos me levarem.

 

A minha mente Cria

Os meus próprios mundos.

A minha mente

É a real arquitecta

deste existir "Aqui"

Sem bloqueios,

Sem sombras

Que possam ofuscar o meu Sol,

Que sempre fez

E fará

Parte do meu Ser!

Gia Carneiro Chaves

 

mail.gif (4196 bytes)Envie a sua mensagem

Página Principal ] Página Acima ] A Vida no Real Sentido de Viver ] Entardecer ] Uma carta ] Feras ou Flores? ] Confio em ti ... ] [ Voar na rota do Sol ] Nova Rota ] Reflexões ] Uma Vida que encontrou o seu real caminho ] Saudade ]

Hospedado por:

potugal.gif (1453 bytes)